Café ou Chocolate em Pó?

Que o leite está no topo da lista dos alimentos mais saudáveis da nossa geladeira, todos sabemos. Se consumido na versão desnatada então, melhor ainda. Rico em cálcio, vitaminas e proteínas, a bebida pode ser colocada no cardápio diário sem riscos, ou melhor, com uma série de benefícios. Um copo de leite desnatado possui, em média, 84 calorias, se ingerido puro. Para dar mais sabor a bebida, normalmente, acrescentamos algumas colheres de achocolatado ou alguns mls de café, dependendo do dia ou gosto.

Qual será, então, a melhor opção para a saúde? Qual dos dois adicionais pesa menos na balança?

Apesar de menos calórico, o cafezinho não é lá tão vantajoso quando o assunto é quantidade de vitaminas. Ainda assim, ajuda no funcionamento do metabolismo, combate radicais livres e melhora o desempenho durante exercícios físicos. Achocolatados, por sua vez, apresentam bons níveis de vitaminas e nutrientes, além de reduzir o risco de inflamações. A bebida é também associada ao aumento nos índices de colesterol bom, o HDL. Contudo, é preciso atentar aos teores de açúcar.

Café
(20g)
Chocolate em Pó
(20g)
Calorias 5 kcal 77 kcal
Carboidrato 0 mg 17,5 mg
Ferro 0,02 mg 1,53 mg
Proteína 0,4 mg 0,7 mg
Cálcio 0,01 mg 150 mg
Vitamina B1 0,01 mg 0,26 mg
Vitamina B2 0,01 mg 0,29 mg

Ana Carolina Souza
Equipe mondayacademia.wordpress.com

Anúncios

Quer ter sucesso na dieta? Organizar a geladeira pode ser o primeiro passo!

Que tal, em um local bem visível, estocar os alimentos mais saudáveis de maneira bem simples e acessível? Frutas frescas lavadas, cortadas e separadas, podem nos motivar a manter a dieta em todos os momentos, até mesmo quando tudo o que queremos é descontar na geladeira alguma ansiedade ou problema.

Imagine. Você chega do trabalho e vai direto para o coração da casa: a cozinha. Indeciso, abre a geladeira e ataca aquilo que está mais acessível. Já pensou, se no lugar daquele refratário com a lasanha existisse um pote com verduras selecionadas e lavadas, prontinhas para irem direto ao prato?

Se faltar disposição e paciência pra pré-selecionar esses alimentos, por que não manter a primeira prateleira da geladeira cheia de fáceis e ótimas opções, então? Iogurtes naturais, queijos magros e sucos são alternativas rápidas e pouco calóricas e tomam o lugar de sobremesas como bolos, mousses e tortas.

Já que ter algumas comidinhas um tanto calóricas é quase inevitável, certifique-se de que os primeiros alimentos encontrados pelos olhos ao abrir a geladeira sejam, sim, os mais saudáveis. Além de manter qualquer dieta, adotar uma postura mais organizada com relação a disposição da comida dentro da geladeira poupará e muito o tempo dentro da cozinha, que pode até ser um dos principais ambientes da casa, mas não precisa de maneira alguma ser o mais visitado.

Ana Carolina Souza
Equipe mondayacademia.wordpress.com

Dormir bem ajuda a emagrecer

Antes de encaixar mais uma aula aeróbia na sua agenda, que tal dar uma olhada no tempo destinado ao sono? Além de ser extremamente importante para a nossa recuperação física e mental, a boa qualidade do sono também ajuda a emagrecer. A idéia parece meio absurda, mas é verdade. Enquanto dormimos, nosso corpo continua ativo o que gera alguma queima calórica. Além disso, é nesse período que produzimos o GH – hormônio do crescimento –, responsável pelo aumento da massa magra e também a leptina, hormônio que nos dá a sensação de saciedade. Ao dormir pouco ou dormir mal, geramos uma desaceleração no metabolismo e aumentamos nossa fome. Nessas condições, não precisamos nem dizer que o rendimento na academia vai lá para o chão, não é?

Confira algumas dicas de como dormir bem e dê um up em seu processo de perda de peso:

– Estabeleça uma rotina de sono. Isto é, tente dormir e acordar sempre nos mesmos horários;
– Vá para a cama somente quando for dormir;
– Diminua a luz do ambiente nos momentos antes de ir para a cama;
– Evite exercícios pesados durante a noite;
– Evite alimentos e bebidas estimulantes à noite;
– Procure utiliza roupas confortáveis

Edson Raphael
Equipe mondayacademia.wordpress.com

Para perder peso, é preciso intensificar o treino?

Algumas pessoas acreditam que, quanto mais intenso o exercício, mais fácil perderão peso. Porém essa afirmação precisa ser investigada. Em geral, manter a freqüência cardíaca entre 50% e 70% pode ajudar no gasto calórico e a transformação da gordura em energia.

Acima de 70% desta freqüência cardíaca máxima, o gasto de energia vai além, utilizando também outras fontes de energia, como os alimentos e nutrientes presentes no organismo do indivíduo.

Isto posto, é preciso deixar claro que quanto mais intenso o exercício, mais energia você precisa, mas ela não virá dos depósitos de gordura  e que, quanto maior a intensidade da atividade, maior a perda de peso.

Porém, nada é um milagre na atividade física. Claro que, independente da forma de exercício (mais intenso ou não), é preciso ter planejamento na hora do treino. Esse planejamento não é imediatista, mas sim a longo prazo para você sentir em seu corpo os benefícios da malhação. E mais, modificar os hábitos alimentares também ajudará no seu objetivo.

Por July Stanzioni

Equipe MondayAcademia.wordpress.com

Vai uma desintoxicação aí?

Feriado. Amigos. Comidinhas gostosas. Uma noite aqui e acolá.

Depois de quatro dias de feriado prolongado todo mundo fica na “neura” de ter que voltar a dieta, aos exercícios físicos. Porém, o que muita gente não sabe, é que o corpo necessita regularmente de um processo de desintoxicação, não só depois de abusos em finais de semana ou feriados.

É bom lembrar que para uma boa desintoxicação, não é preciso se privar de todo e qualquer alimento. Especialistas afirmam que o cardápio deve conter: vegetais, arroz integral, outros tipos de grãos, além de feijão e ervilha podem ajudar no bem-estar do seu corpo.

Dicas importantes

 Faça seis refeições ao dia e nunca fique mais de 3 horas em comer;

 Estresse engorda. Procure praticar meditação, relaxamento, acupuntura e atividades físicas;

 Pratique exercícios dentro do que é possível para você. Se só puder fazer meia hora 3 vezes por semana, faça. É melhor que nada.

 Procure ingerir complementos de vitaminas E,C e A, além de selênio.

 Faça um lanche, coma uma fruta ou um copo de leite desnatado entre as refeições.

 Beba chá-verde ou chá-branco. Eles são anti-oxidantes, termogênicos e ajudam a eliminar toxinas.

Por July Stanzioni

Equipe MondayAdacemia.wordpress.com

Contra retenção de líquido, corrida e caminhada são os melhores remédios

Você já viu por aqui, que o sódio é o maior dos inimigos da boa forma por reter líquidos. Porém, há outros alimentos que podem causar aquela indesejada sensação de ganho de peso em menos de 24 horas. Além de evitar esses alimentos, é preciso praticar alguma atividade física para que o processo de eliminação seja acelerado.

Uma boa dia é a corrida e a caminhada: com a transpiração, o corpo perde mais água e, consequentemente beneficia a luta diária de muitos indivíduos contra a retenção de líquidos. Além disso, os exercícios aeróbios fazem o coração bombear mais, estimulando os vasos linfáticos, evitando o inchaço.

A atividade física irá combater também outros sintomas que a retenção de líquidos traz consigo: como dor de cabeça, pressão alta, vista embaçada e dor no peito.

Modere com esses alimentos: frios embutidos como lingüiça, salsicha, presunto cru, mortadela e mesmo as versões com menos gorduras como o peito de peru e chester contém elevado teor de sódio; cuidado também com temperos prontos como o shoyo e claro, o consumo excessivo de refrigerante, mesmo os diet/light.

Dê boas-vindas a esses alimentos: chás de ervas, gengibre, cadamomo ajudam no equilíbrio do organismo; limão e laranja ricos em potássio também ajudam; morando, melancia, agrião são outros alimentos que devem estar no dia-a-dia do indivíduo.

Essas ervas combatem o inchaço na região do abdômem: aliados à atividade física regular, a alcachofra, castanha da índia e a cavalinha aceleram o retorno linfático e venoso ajudando a amenizar a sensação de ‘estufamento’.

July Stanzioni

Equipe MondayAcademia.wordpress.com

Como driblar o ganho de peso comum à vida em casal


Se você é daqueles avessos ao casamento, aqui vai mais um argumento para embasar sua convicção. Pesquisas americanas apontam que a vida em casal torna as pessoas três vezes mais propensas a desenvolver obesidade. Em média, casais ganham 2% mais peso do que o habitual para sua faixa etária. Isso, contudo, não é razão para desistir do matrimônio. A atual edição da revista americana Self traz dicas para quem não abre mão de um cobertor de orelha e de um corpo enxuto e saudável. Confira as principais:

1. Não coma como seu marido.
Homens possuem mais massa muscular. Consequentemente, consomem mais calorias e também as queimam mais fácil e rapidamente.

2. Cuidado com as porções
Numa tendência natural, as pessoas tendem a comer a quantidade de alimentos colocada a sua frente. Fuja das redes de lanchonetes que sempre oferecem porções maiores de comida a preços convidativos. Na dúvida, se jogue num bom e suculento prato de saladas.

3. Olho no menu
Em meio ao clima descontraído de uma reunião de amigos, atente ao que é servido. Opções pesadas e calóricas podem não ser sinônimos de iguarias gastronômicas.

4. Diminua o tempo de exercício.
Se com a rotina diária está difícil dar conta de sua maratona de exercícios, tente escolher outras modalidades que sejam igualmente eficientes, mas que dispensem menos tempo de execução. Outra sugestão é unir o período de atividades físicas com o lazer, como em aulas de dança, por exemplo.

5. Durma bem
Aproveite esses dias mais frios para se enrolar nos cobertores e se aninhar sobre o colchão. Estudos indicam que poucas horas de sono, além de limar com a qualidade de vida, auxilia o ganho de peso.

Edson Raphael
Equipe mondayacademia.wordpress.com
Com informações da revista Self