O inverno chegou? Espante a preguiça!

As baixas temperaturas, os dias chuvosos e nublados são momentos perfeitos para ficar debaixo do cobertor. Mas talvez essa não seja a melhor ideia para quem quer estar em dia com sua forma no próximo verão. As características de cada estação despertam diferentes reações e refletem diretamente em mudanças no nosso corpo.

Uma das estações que exige um cuidado especial com a saúde e o corpo chegou. Não é apenas o clima frio que prejudica a pele, mas também estamos na estação em que mais vestimos roupas que cobrem o corpo. Por esse motivo, muitas pessoas não se atentam aos cuidados com a saúde e abandonam os exercícios físicos.

É possível curtir as baixas temperaturas e as delícias que só o inverno proporciona sem prejudicar o condicionamento físico e os resultados alcançados durante todo ano de malhação. Para isso, espante a preguiça, adote uma rotina saudável e siga algumas dicas que podem fazer a diferença.

Alimentação: É comum sentirmos mais fome durante o inverno. Por isso, evite alimentos gordurosos e invista em opções saborosas e nutritivas, como frutas e carboidratos de lenta absorção, que mantém a saciedade por mais tempo. Aposte nas opções integrais.

 

Exercícios físicos: Não abandone os exercícios mesmo naqueles dias que a vontade é de estar enrolado no cobertor. Lembre-se que, apesar de nos fazer querer um pouco mais, o inverno também intensifica o gasto calórico.

Pele: As baixas temperaturas típicas no inverno causam desidratação e ressecamento na pele do corpo e do rosto. Abuse dos hidrantes corporais e faciais, de acordo com seu tipo de pele.

Cristina Vedovato
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Treinar em jejum… Pode?!

Na correria dos dias, quem escolhe o período da manhã pra fazer suas atividades físicas acaba, muitas vezes, em dúvida sobre a necessidade ou não de fazer uma refeição antes de sair de casa. Sabemos, sim, que o corpo precisa digerir o alimento antes que qualquer exercício possa ser realizado, mas será que, sem tempo, é melhor deixar o café da manhã para depois?

Pra começar é importante saber quais são as condições do nosso corpo quando acordamos. Nesse momento, o nível sanguíneo de glicose está muito baixo, ou seja, você não consegue fornecer o principal combustível exigido durante uma atividade física, o carboidrato.

O que isso significa?

Quem treina em jejum tem grandes chances de ver seu metabolismo diminuir e perder massa magra. E como a gente bem sabe, com a perda dessa preciosa massa magra há o aumento de gordura. Ou seja, você ganha peso ruim. Isso sem falar no desempenho de quem treina em jejum. No começo pode até parecer funcionar, mas com os dias certamente você sentirá certo desânimo, além de visão turva e falta de disposição.

O ideal mesmo é que cerca de 30 a 40 minutos antes de sair de casa, você tenha uma refeição equilibrada, composta pelos nutrientes adequados para a realização dos exercícios. E não se esqueça de hidratar-se a cada 20 minutos de atividade!

Ana Carolina Souza
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Refresque-se


O verão está para chegar e as altas temperaturas já começaram a marcar presença na vida do brasileiro. O tempo abafado e seco desses dias que precedem a estação mais esperada do ano, no entanto, requer alguns cuidados.

Aqueles que não dispensam uma boa corrida ou pedalada sabem melhor do que ninguém a importância de fornecer ao corpo todos os nutrientes e minerais necessários antes e após a prática desses exercícios. Para que os dias de roupas leves e muita pele a mostra não sejam marcados por sustos com a saúde, separamos dicas para que você encontre nas frutas tudo o que precisa para hidratar-se.

Segundo Isaías Rodrigues, professor e sócio da unidade eTower da Monday Academia, incluir o suco de frutas com altos índices glicêmicos após a prática desses exercícios é fundamental. Ou seja, consumir um copo de suco de abacaxi, laranja, uva ou açaí, além de gostoso e refrescante reforçará suas energias e irá repor de maneira rápida os carboidratos.

E antes de correr para a academia, então, não se esqueça. Um copo de suco de maçã, goiaba, tangerina ou caju fornecerá ao seu corpo indispensáveis nutrientes para que a atividade a ser realizada não passe a consumir músculos ao invés de queimar gordura.

Dica dada. Não se esqueça de consumir muita água durante o dia e inclua mais frutas na sua rotina pré e pós-treino!

Ana Carolina Souza
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Quais as melhores frutas para quem malha? – Parte II

Imagem: Corbis

Para uma alimentação balanceada o ideal consumirmos duas a três porções de frutas por dia – por exemplo: metade do mamão papaia no café da manhã. Uma banana no meio da tarde e seis morangos de sobremesa à noite. E como o excesso não é bom, é preciso atenção às quantidades. A dica do professor Isaias Rodrigues: a quantidade ideal de fruta é aquela que couber na palma da mão.

As frutas só devem ser ingeridas durante as atividades físicas se o exercício durar mais de 60 minutos. Caso contrário, deve-se consumi-las apenas 1h30 antes e 30 minutos após o treino.

Abaixo, segue uma tabelinha com sugestões de frutas para cada período do dia, considerando seu índice glicêmico (que vão dos maiores para os menores), feita pelo Isaias:

Manhã: banana, mamão e uvas
Antes dos treinos: açaí, laranja e abacate
Após os treinos: melancia, melão e abacaxi
À noite: morango, kiwi, maça e pêra

Para o aceleramento do metabolismo, as frutas que ajudarão são, mamão, maçã e pêra. Para aqueles que querem aumentar a massa muscular, não há uma fruta específica. Nesses casos, o ideal é a combinação de carboidratos e proteínas. E para aqueles que querem emagrecer, a dica é optar por frutas de baixas calorias como, pêssego, pêra, ameixa, morango e kiwi.

Mônica Francesco
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Quais as melhores frutas para quem malha?

Imagem: Corbis

Praticar exercícios físicos exige cuidados com a alimentação. É preciso suprir as necessidades do corpo e dar energia extra para que ele desempenhe bem às atividades físicas. As frutas são um dos principais alimentos para suprir todas as necessidades do corpo, mas para isso não basta apenas consumi-las. É preciso entender as funções que exercem no seu organismo.

Segundo Isaias Rodrigues, formado em educação física e pós graduado em nutrição e sócio da unidade eTower da Monday Academia, todas as frutas são excelentes para quem treina. Contudo, a escolha deve ser feita de acordo com o índice glicêmico (a quantidade de açúcar que determinada fruta irá liberar na corrente sanguínea) e o horário do treino. “O ideal é sempre consumir alimentos de índice glicêmico moderado e baixo. Alto somente pela manhã ou uma hora antes das atividades”.

Mas é importante ressaltar que as frutas sozinhas não têm todas as vitaminas para atender às funções vitais e o desgaste do esporte. Para isso é preciso consumi-las associadas a outros alimentos, como cereais, suplementos protéicos, entre outros. “O organismo funciona com o conjunto e equilíbrio dos macronutrientes, tais como carboidratos, proteínas e gorduras”.

Confira na próxima quinta-feira as frutas ideais para a sua dieta…

Mônica Francesco
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

A modelo, Gabriela Marim, revela sua dieta

A cobrança em cima das modelos para ter um corpo perfeito é enorme. E já sabendo disso Gabriela Marim, modelo e aluna da Monday Academia, segue a risca todos os cuidados para se manter dentro dos padrões exigidos.

Para isso a atividade física não pode ficar de fora e o ritmo na academia segue com musculação e exercícios quatro vezes por semana, além de dois dias com aulas de natação. “Faço de 30 a 50 minutos de exercícios aeróbicos e 1h de musculação, de acordo com a minha disponibilidade” revela Gabriela Marin.

E se não bastasse toda essa rotina, ela ainda fará aulas de boxes durante quatro meses para queimar mais calorias, liberar o estresse e manter as formas bem definida.

Aliado aos treinos, a modelo procura comer frutas, legumes e opta sempre pelas carnes brancas durante a semana. No almoço estes itens são acompanhados com um pouco de arroz e feijão, mas no jantar evita os carboidratos.

Além da boa alimentação e atividades físicas, Gabriela Marin procura ter umhábito saudável, portanto fumar, beber refrigerante e bebidas alcoólicas estão fora da sua dieta!


Mônica Francesco

Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Astro de Glee revela sua fórmula para shape impecável

Seja adulto ou adolescente, é quase impossível ignorar a febre em torno da série norte-americana Glee. De um lado, dramas adolescentes e ótimas performances musicais, do outro, atores talentosos desfilando shapes perfeitos. Interessada especificamente no segundo item, a revista americana Details resolveu desvendar a rotina de dieta e malhação do ator Matthew Morrison – ou do professor Will Schuester, se preferir.

Para manter o body, o ator reserva cinco dias na semana para atividades aeróbias. Ao longo desse período, Matthew corre 40 km e pedala outros 160. A musculatura, por sua vez, é mantida com disciplinado trabalho de musculação e resistência. Em dias alternados, o ator foca um grupo muscular – em treinos de no máximo 20 minutos.

Como todo bom californiano, Matthew Morrison não despensa uma praia. Sempre que pode, se joga nas ondas de Malibu ou do Havaí. Segundo ele, o trabalho sobre a prancha atua sobre os músculos oblíquos abdominais e todos os músculos rígidos do tronco, ao mesmo tempo em que exercita as costas e ombros.

Quando tem de ficar sem camiseta, o ator se prepara com umas férias na praia e uma receita aprendida com a personagem de Sue Sylvester, de Glee – a dieta da batata-doce. O tubérculo é rico em carboidratos, fibras e vitaminas C, do complexo B e betacoroteno (PS: A substância auxilia a produção de vitamina A – fundamental para saúde dos olhos, do aparelho respiratório e para a pele – além de contribuir para a qualidade e permanência do bronzeado.)

Edson Raphael
Equipe Mondayacademia.wordpress.com