Café, vinho e isotônicos – Vilões ou mocinhos?

1335583_42968226

São poucos os que resistem a bebidas como café, vinho e isotônicos. Apesar de fazerem parte da rotina de muitos brasileiros, no entanto, ainda resta a dúvida se elas são ou não boas para a saúde. Que o café pode ser utilizado para afastar o sono e o cansaço, o vinho como antioxidante, o isotônico para uma hidratação rápida durante ou após treino, nós já sabemos. Mas, pesquisas no mundo todo apontam que os benefícios não param por aí. Veja o que mais eles podem fazer por você, se consumidas com moderação.

Café – Além do aroma delicioso que ele deixa pela casa, o café é extremamente rico em minerais, aminoácidos, vitaminas e açucares. Ele atua no sistema nervoso melhorando nosso humor e afastando o cansaço.  A bebida que era tradicionalmente servida quente, mas agora já tem suas versões frias e até gelada.  Acelera o metabolismo auxiliando no emagrecimento, quando aliada à uma dieta balanceada e exercícios físicos regulares.

Vinho – uma das bebidas mais antigas do mundo, o vinho tem ação antioxidante, anti-inflamatório e é muito bom para o coração, pois diminui a incidência de doenças cardíacas e circulatórias. Além disso, ele também reduz o colesterol ruim e a incidência de câncer.

Isotônicos – bebida a base de água, sais minerais e carboidratos. O consumo é indicado apenas para atletas ou praticantes de atividade física. Além de repor a água e os sais minerais que são eliminados pela transpiração, essas bebidas são boas contra câimbras e fadigas.

Bia Cattin
Equipe Monday Academia

Pra comer com os olhos!

Ter uma alimentação saudável conta e muito quando buscamos bons resultados na academia. Aliar, portanto, dieta e exercícios físicos pode acelerar todo o processo e fazer com que apresentemos mais cedo um corpo enxuto ou músculos maiores e tonificados. Não basta simplesmente “fechar a boca”. Uma boa alimentação deve ser diversificada em termos de nutrientes e vitaminas, para que o corpo possa se transformar longe de problemas.

Refeições bem feitas são a chave para uma saúde de ferro e, é claro, ótimos resultados. Quer uma dica? Invista nas cores e no equilíbrio. Segunda a Boa Forma, quanto mais cor, melhor! Ou seja, um prato bem colorido pode afastar doenças, deixar a pele mais bonita e ainda garantir que a gente esteja sempre de bem com a balança.

Veja o que cada cor pode significar e aposte nos alimentos certos!

Verde: alimentos como brócolis, espinafre, pimentão e kiwi estão cheios de vitaminas A e C. Além de protegerem a pele e o coração, os itens que apresentam essa coloração protegem o sistema imunológico.

Vermelho: melancia, morango, tomate, cereja e framboesa possuem uma substância antioxidante, o que estimula a circulação sanguínea.

Amarelo ou laranja: cenoura, manga, abóbora e damasco são ricos em vitamina B-3 e um antioxidante que faz bem ao coração.

Branco: leite, couve-flor, batatas, arroz, bananas e cogumelos possuem bons índices de potássio e cálcio e contribuem para a saúde de músculos e ossos.

Ana Carolina Souza
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Pra quem anda fugindo do coelhinho e seus ovos…

A Páscoa está chegando e, às vezes, pode ser impossível fechar os olhos para as variadas opções de ovos de chocolate por todos os cantos dos supermercados e lojas especializadas. De vários tamanhos, marcas e preços, os irresistíveis e nada amigos da dieta ovos de páscoa enchem nossas cabeças de desejos, dúvidas e culpas. Mas será que eles, de fato, são tão vilões como pensamos?

Bom, apesar de rico em carboidratos, o chocolate ajuda na produção de serotonina, o que nos transmite a sensação de prazer e bem-estar. Tudo bem que isso não o torna menos temido pelas balanças, mas incluir chocolate de forma moderada na dieta pode ser responsável por outras significativas melhoras na nossa saúde e também corpo. Mas é claro, quando consumido na versão com maior concentração de cacau e em pouquinha quantidade, né?!

Ou seja, não é qualquer chocolate que fornece fitoquímicos que fazem bem à nossa saúde. Os mais amargos, indicados para quem está preocupado em manter peso sem abdicar de todas as coisinhas gostosas da despensa, pode ser bom para o coração e até para a pele. Alguns estudos comprovam que 1 xícara de chocolate meio amargo possui mais substancias antioxidantes do que 1 copo de vinho tinto. É praticamente um “espera aí” para as rugas e manchas.

Se for muito difícil passar longe do setor dos ovinhos é só não esquecer: chocolate faz bem, é só saber escolher e apreciá-lo em pequenas porções. Afinal, calóricas todas as delicias da gastronomia são, mas é possível, pelo menos na páscoa, conciliar sabor, prazer e saúde.

Ana Carolina Souza
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Afinal, exame médico para que?

Continuamos à espera do verão e, enquanto isso, muitos já correm atrás do prejuízo. Alguns controlam a alimentação, intensificam os treinos e outros sacodem de vez o esqueleto e deixam seus dias sedentários para trás. Ao contratar os serviços de uma academia, muito mais importante do que a preocupação com os resultados, deve ser a consciência de que alguns exames médicos precisam ser realizados, sem desculpas.

Não importa o qual saudável você pareça ser. Exames médicos são indispensáveis para que, não só você, mas os professores que irão instruir seus treinos, conheça melhor as condições do seu corpo e seus limites. Um check-up específico evita problemas graves como lesões musculares e até mesmo infartos. Isso mesmo, corpo e coração precisam de atenção redobrada! Beleza e saúde devem sempre caminhar juntas, não se esqueça!

Porém, não é só o inicio de atividades físicas que exigem cuidados com a saúde. Quem já pratica alguma modalidade, ou até mesmo os sedentários, devem estar em dia com seus exames. Até os 30 anos, o ideal é que eles sejam repetidos anualmente. E após essa idade, duas vezes. Além de exames de sangue e hormonais, saiba quais são os exames que você deve realizar.

Ecocardiograma: através do ultrassom, mostra as estruturas do coração e a pressão arterial.
Eletrocardiograma: analisa o funcionamento e as batidas do coração. É capaz de diagnosticar arritmia, sopros no coração e se, em esforço, o corpo não apresenta fadiga precoce.
Teste ergométrico: mostra o condicionamento físico, ou seja, quais os limites ideais para seus treinos.

Ana Carolina Souza
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

O que é Frequência Cardíaca?

Se você faz atividade física e nunca mediu sua freqüência cardíaca está na hora de entender a importância e como fazê-lo. Freqüência cardíaca é a quantidade de vezes em que o coração bate no período de um minuto. Ao fazermos exercícios, permitimos que o órgão se desenvolva, fique maior e mais forte. Mas para que isso ocorra, é necessária uma avaliação dessa freqüência e posterior indicação individualizada de exercícios. “Determinar a zona de treino em que um indivíduo se encontra, nos ajuda a regular a intensidade do esforço realizado e ainda a controlar o nível de recuperação durante os intervalos e após finalizar a atividade”, explica Marcus Zimpeck – coordenador técnico da unidade Aclimação da Monday Academia.

Marcus aponta que a avaliação deve ser realizada por todos os que desempenham qualquer atividade física. Porém diferentes estilos de vida podem influenciar no resultado, como a sedentarismo (um dos principais fatores de risco para as doenças cardíacas), hábitos alimentares, consumo excessivo de gordura, açúcares, alimentos com alto teor de cafeína e o consumo de álcool. “Indivíduos que vivem em um ambiente estressante, têm temperatura corporal elevada e hipertensão arterial não controlada, também apresentam diferenças na freqüência cardíaca”. Acrescenta Zimpeck, a avaliação deve ser sempre individual e nunca tirar índices de colegas como base.

Mônica Francesco
Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Um pulinho que vale ouro

Como todos sabem e já dissemos várias vezes aqui, para se manter saudável e chegar em forma no verão, é preciso seguir um calendário de treino ao longo do ano. Aquelas fórmulas mágicas de perda de peso em pouco tempo pode prejudicar, além do seu organismo, como também a musculatura. Para quem quer turbinar o treinamento nesta reta final de 2010, a dica é pular corda.

Normalmente usado no aquecimento do boxe, a ‘brincadeira de criança’ pode jogar no lixo gorduras indesejáveis no abdômen. Segundo especialistas, pular corda durante 20 minutos chega a queimar 350 calorias, o mesmo tanto de 45 minutos de caminhada ou então 30 minutos de bicicleta. Além disso, a malhação com jeito de infância pode ainda aumentar a capacidade dos pulmões e do coração. Além disso, o movimento de sobe e desde ajuda na eliminação de toxinas do organismo e também ajuda no fluxo linfático (na circulação).

Agora atenção! Comece seus ‘pulinhos’ com pouco tempo e vá aumentando os minutos aos poucos alternando a forma de pular com períodos de descanso. Por isso, procure sempre um professor para orientá-lo e evitar que suas articulações sejam prejudicadas.

Por July Stanzioni

Equipe Mondayacademia.wordpress.com

Consumo de cálcio aumenta perda de peso

Segundo estudo da University of the Negev, em Israel, a associação entre a ingestão de produtos lácteos com cálcio e a vitamina D sérica pode resultar na perda de peso.

Os pesquisadores avaliaram 322 pessoas nas quais a concentração de vitamina D diminui entre alguns dos avaliados. O estudo sugere que uma maior ingestão de cálcio contidos em produtor lácteos e uma elevada concentração de vitamina D sérica está sim relacionada a maior perda de peso.

Porém, esse resultado só será relevante se esse encontro for induzido por dieta. A pesquisa foi divulgada pelo The American Journal of Clinical Nutrition.

Importância da Vitamina D: promove a absorção de cálcio (após a exposição à luz solar), essencial para o desenvolvimento normal dos ossos e dentes, atua também, como recentemente descoberto, no sistema imune, no coração, no cérebro e na secreção de insulina pelo pâncreas.

Por July Stanzioni

Equipe MondayAcademia.wordpress.com